Portal COVID 19

Principal Atualizado em 4/05/20 - 16h31

Coronavírus: servidores e internos da Penitenciária Feminina são testados

Ação será realizada até a próxima quarta-feira (6) para atender todas as equipes

 

4/5/20  13:42   AGÊNCIA BRASÍLIA *

 

Servidores e população carcerária da Penitenciária Feminina do Distrito Federal (PFDF) estão sendo testados para Covid-19 nesta segunda-feira (4).  A ação tem como objetivo mapear possíveis casos na unidade prisional, que não teve qualquer caso confirmado até então, e seguirá até a próxima quarta-feira (6), para que todas as equipes de plantão sejam examinadas.

 

Leia também

 

DF está preparado para uso de plasma sanguíneo no tratamento da Covid-19

 

Veja, aqui, a atualização diária das medidas de combate pelo GDF

 

A testagem em massa será feita em todas as 679 internas e pacientes internos alocados na Ala de Tratamento Psiquiátrico (ATP). Os colaboradores da limpeza e demais terceirizados também estão sendo examinados.

 

“Será necessário a extensão desse prazo para quarta-feira para  possamos realizar os testes em todos os plantonistas, que estão aqui na unidade a cada quatro dias. A equipe de ontem já saiu testada. Nenhum caso foi identificado”, contou a diretora da PFDF, a policial penal Rita de Cássia.

 

Em caso positivo, o servidor ou interno será afastado ou isolado pelo período de sete dias, até o resultado do teste de exames laboratoriais (RT-PCR -Swab) ficar pronto. O procedimento dura em média três dias.

 

Para o coordenador geral da Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe), o delegado Érito Pereira, a medida é importante para a identificação de possíveis casos. “Desde que os primeiros casos de contaminação pelo coronavírus foram identificados no Distrito Federal, iniciamos uma série de medidas importantes em parceria com a Secretaria de Saúde. Identificar os casos e colocar internos em isolamento e afastar servidores é mais uma dessas ações. Principalmente na PFDF, em que não há nenhum caso. É uma ação preventiva”, avalia.

 

De acordo com a gerente da Secretaria de Saúde, Andrea Andreoli, a medida é importante para fazer o rastreamento de casos que não apresentam sintomas. “Podem haver casos assintomáticos, por isso é tão importante que façamos os testes, para que não haja vetores do vírus na penitenciária”, destaca.

 

Exame quinzenal

 

A testagem em massa também foi realizada no Centro de Detenção Provisória (CDP), na última semana. Os testes serão aplicados naqueles que apresentarem algum sintoma da doença nas demais unidades prisionais.

 

“Os idosos do Bloco 5 do CDP que apresentaram sintomas ou tiveram contato com casos confirmados foram testados. A partir de hoje faremos a testagem de todos, pois são grupo de risco. A continuidade da ação será feita nas demais unidades prisionais para quem apresentar algum sintoma ou que tiveram contato com aqueles positivos para o vírus”, explicou a gerente geral de Saúde Prisional, Simone Kathia.

 

A gerente geral falou ainda da testagem que será feita quinzenalmente nas unidades prisionais. “De acordo com o decreto do Governo do Distrito Federal, servidores da Saúde e da Segurança serão testados a cada 15 dias. Para os servidores prisionais, os testes serão feitos nos presídios, de forma descentralizada, para que não seja necessário sair do local de trabalho”, conclui.

 

* Com informações da Secretaria de Segurança Pública

AS INFORMAÇÕES CONSTANTES NESTE SITE SÃO OFICIAIS DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL.
Denúncias e reclamações

Site: www.ouvidoria.df.gov.br

Telefone: 162

Pedidos de acesso à informação: www.e-sic.df.gov.br

Em caso de suspeita: Ligue 190, 193 ou 199

Sites confiáveis para notícias sobre o coronavírus

Agência Brasília: agenciabrasilia.df.gov.br

Secretaria de Saúde do Distrito Federal: www.saude.df.gov.br