Portal COVID 19

Principal Atualizado em 25/05/20 - 7h19

Mais de cinco mil profissionais das UBS foram testados para Covid-19

42 testes apontaram positivo e continuam sendo realizados para monitoramento da doença

 

22/5/20  19:47 AGÊNCIA BRASÍLIA*

 

A Secretaria de Saúde continua testando os servidores que estão na linha de frente no combate à Covid-19. Além dos profissionais dos hospitais da rede pública de saúde, aqueles que atuam na Atenção Primária também estão fazendo o exame. Ao todo, 5.439 servidores já foram testadas e, em 42 testes, o resultado foi positivo. Nesses casos, não há como comprovar que os profissionais foram contaminados durante o período de trabalho. A testagem dos profissionais de saúde ocorre desde o dia 9 de abril.

 

O secretário Adjunto de Assistência, Ricardo Tavares, frisou que o teste é importante pois reflete o cuidado da pasta com a saúde do servidor que está exposto diariamente a riscos de contaminação. “A testagem em massa dos funcionários também protege os usuários e a população em geral. Os profissionais que tem resultado positivo estão sendo afastados para cuidar de sua saúde”, pontua.

 

Na Região de Saúde Centro-Sul, desde o dia 13 de maio, foram testados 800 servidores, e em 10 exames os resultados foram positivos. Essa região engloba as regiões administrativas do Guará, Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Estrutural, SIA, Scia, Riacho Fundo 1 e 2 e Park Way. A superintendente da região, Flávia Oliveira, que conta com 20 UBSs adianta que na próxima semana começam as testagens dos funcionários da atenção secundária, e dos terceirizados. “Vamos testar os seguranças, pessoal da copa, empresa Sanoli e daqui a quinze dias vamos começar uma segunda testagem com os mesmo profissionais”.

 

A Região de Saúde Central, que contempla as unidades de saúde da Asa Norte, Lago Norte, Asa Sul, Varjão, Vila Planalto e Cruzeiro, testou 500 funcionários e não teve nenhum resultado positivo. Nas unidades básicas de Taguatinga, Vicente Pires, Recanto das Emas e Samambaia, que englobam a Região de Saúde Sudoeste, 1.430 funcionários foram testados, com 18 resultados positivos.

 

A Região de Saúde Oeste, que cobre Ceilândia e Brazlândia, já testou 1.059 profissionais, com quatro resultados positivos. O coordenador da atenção primária à saúde, Fernando Erick observa que grande parte das pessoas com coronavírus terão sintomas leves e serão atendidas na atenção primária. “Garantir qualidade neste nível de atenção, com os profissionais resguardados é colaborar para o melhor funcionamento da rede e otimizar nossa resposta à pandemia.”, destaca.

 

Os servidores do Itapoã, São Sebastião, Lago Sul e Paranoá, que englobam a Região de Saúde Leste, também foram testados e, de 474 testes, quatro resultaram no diagnóstico da doença. Na Região de Saúde Norte, que cobre Sobradinho e Planaltina, foram testados 395 profissionais, com dois resultados positivos. A Região de Saúde Sul (Gama e Santa Maria) testou 790, com quatro casos positivos.

 

Administração regional

 

Os servidores que trabalham na administração regional da Secretaria de Saúde também foram testados para à Covid-19. Os testes foram realizados nos dias 19, 20 e 21. Ao todo, 1.098 profissionais foram testados e 4 tiveram diagnóstico da doença.

 

Hoje (22), 139 funcionários da Subsecretaria de Logística (Sulog), de áreas como programação de compras, armazenamento, distribuição de insumos, entre outras fizeram o teste rápido. A testagem ocorreu com o suporte da equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e não detectou a doença nos servidores testados.

 

Cada área da Sulog foi dividida em horários específicos para o atendimento. Assim, foi possível evitar aglomerações.

 

Um dos participantes foi o servidor Vitor Soares, que considera a ação essencial durante a pandemia. “Como existem muitos infectados assintomáticos, é uma medida importante. É uma maneira de conseguir controlar e ter o conhecimento real da situação. Com o teste, é possível melhorar o controle”, afirmou.

 

A testagem faz parte do esforço da Secretaria de Saúde para detectar casos de Covid-19 entre os profissionais da saúde. A meta é que sejam feitas de 15 em 15 dias.

 

Caso algum resultado dê positivo, o servidor é afastado temporariamente. O profissional também deve abrir um processo na área de Medicina do Trabalho do setor onde trabalha, para a notificação ser feita e inserida nos indicadores da Secretaria de Saúde.

 

*Com informações Agência Saúde

AS INFORMAÇÕES CONSTANTES NESTE SITE SÃO OFICIAIS DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL.
Denúncias e reclamações

Site: www.ouvidoria.df.gov.br

Telefone: 162

Pedidos de acesso à informação: www.e-sic.df.gov.br

Em caso de suspeita: Ligue 190, 193 ou 199

Sites confiáveis para notícias sobre o coronavírus

Agência Brasília: agenciabrasilia.df.gov.br

Secretaria de Saúde do Distrito Federal: www.saude.df.gov.br