Portal COVID 19

Principal Atualizado em 4/06/20 - 17h54

Ceilândia vai fechar todos os campos de futebol sintético

Os portões serão soldados para evitar que a população se reúna e a recomendação de isolamento social seja seguida

 

4/6/20  15:40 GIZELLA RODRIGUES, DA AGÊNCIA BRASÍLIA | EDIÇÃO: MÔNICA PEDROSO

 

Ceilândia ganhou atenção especial do GDF no combate ao coronavírus. A maior cidade do Distrito Federal, com quase 500 mil habitantes, recebe visitas diárias dos diversos órgãos do governo envolvidos nas ações para impedir o alastramento da Covid- 19 e, a partir desta quinta-feira (4), a Administração Regional  está lacrando todos os campos sintéticos da região administrativa.

 

Ao todo, serão 16 campos lacrados, serviço que deve levar dois dias para ser concluído. Em março, todos os campos foram fechados com cadeados, mas a comunidade arrombava e promovia partidas de futebol, provocando aglomerações. “As pessoas não respeitavam a orientação. Arrebentavam os cadeados e jogavam bola de dia e de noite sem limites”, conta o administrador de Ceilândia, Marcelo Piauí. Agora, os portões serão soldados e a iluminação pública será cortada nos campos à noite.

 

Ceilândia lidera as estatísticas da Covid-19 no DF com 1.320 casos confirmados, até 12h de quarta-feira (3), e 39 mortes. A partir desta quinta-feira (4), o secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo, terá um gabinete especial da pasta instalado na Administração Regional de Ceilândia. Em princípio, o gestor permanecerá no local até o dia 10 de junho, para fazer despachos internos e alinhar ações que tenham como objetivo reduzir o aumento dos casos de coronavírus registrados na cidade.

 

O administrador ressalta que funcionários da administração participam diariamente de reuniões com o governo para definir novas ações de combate ao coronavírus. “A ideia é unir forças com especialistas em saúde comunitária e sanitaristas, bem como com a comunidade que precisa seguir à risca as ações preventivas. Entre elas, evitar sair de casa, higienizar as mãos”, afirma Marcelo Piauí.

 

A região é uma das prioridades da atuação do governo, juntamente com o Sol Nascente/Pôr-do-Sol, Samambaia e Estrutural. Desde domingo, diferentes ógãos do GDF se uniram e foram às ruas das quatro cidades por orientação do governador Ibaneis Rocha. Os servidores de diferentes órgãos distribuíram 40 mil máscaras, orientaram a população e fiscalizaram o funcionamento do comércio.

 

Na Ceilândia, agentes do DF Legal coibiram a atuação de ambulantes, que vendiam frutas do lado de fora da Feira Central, o que é proibido. No Sol Nascente/Pôr do Sol, uma partida de futebol em um campo sintético foi interrompida, uma aglomeração em uma pista de skate foi dispersada e um bar, aberto com uma mesa de sinuca funcionando, foi interditado.

 

A equipe também circulou em um comboio formado por 10 carros do GDF pelas quatro regiões administrativas na última terça-feira (2). O objetivo da comitiva técnica foi monitorar o uso de máscaras pela comunidade. Em Ceilândia, as autoridades encontraram uma situação intermediária, com a parte da cidade mais urbanizada atenta às medidas, enquanto que nos lugares com casas menores, a população se mostra mais despreocupada com a gravidade do tema.

AS INFORMAÇÕES CONSTANTES NESTE SITE SÃO OFICIAIS DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL.
Denúncias e reclamações

Site: www.ouvidoria.df.gov.br

Telefone: 162

Pedidos de acesso à informação: www.e-sic.df.gov.br

Em caso de suspeita: Ligue 190, 193 ou 199

Sites confiáveis para notícias sobre o coronavírus

Agência Brasília: agenciabrasilia.df.gov.br

Secretaria de Saúde do Distrito Federal: www.saude.df.gov.br