Portal COVID 19

Principal Atualizado em 13/06/20 - 12h43

Casa do Parto promove encontros virtuais para gestantes

Mesmo quando terminar a pandemia de Covid-19 e o atendimento presencial voltar, rodas de conversa on-line serão mantidas

 

13/6/20  9:10 AGÊNCIA BRASÍLIA * | EDIÇÃO: CHICO NETO

 

Com a pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), alguns serviços foram modificados para evitar aglomerações e possíveis contágios. Para manter o atendimento, a Casa de Parto e o Banco de Leite de São Sebastião fizeram, nesta semana, um encontro virtual de duas horas com 18 gestantes.  Os encontros presenciais estão suspensos desde março.

 

O objetivo foi esclarecer dúvidas sobre o funcionamento do local, o trabalho de parto, a amamentação e os cuidados com o recém-nascido. Os próximos eventos virtuais para as gestantes atendidas na Casa de Parto de São Sebastião estão marcados para os dias 23 deste mês, 7 julho e 21 de julho.

 

Por mais que o pré-natal não tenha deixado de ser feito nas unidades de saúde, pois se trata de um serviço essencial, nem todas as dúvidas das gestantes são esclarecidas durante as consultas. Sobre o coronavírus, tema importante no momento, profissionais e pacientes debateram as mudanças de rotina e alguns cuidados a serem tomados durante a pandemia.

 

As rodas de conversa com gestantes ocorriam em todas as quartas-feiras e em um sábado por mês. “Como vimos que o período de isolamento estava se postergando cada vez mais, tivemos a ideia de fazer on-line”, explica a gerente da Casa de Parto, a enfermeira obstetra Clarice Maciel.

 

Maior participação

 

Mesmo diante da dificuldade de acesso à internet por uma parcela da população, o número de participantes foi maior pela web do que no modo presencial. Segundo Clarice, a média de mulheres que participavam dos encontros presenciais era de dez –  oito a menos do que o número registrado no evento virtual realizado na última terça-feira (9). Para ela, o retorno com o atendimento a distância foi um sucesso.

 

“Estamos pensando em manter esse formato juntamente com o da reunião presencial, mesmo depois da pandemia”, adianta. “Não inscrevemos um número maior de gestantes, pois queríamos que elas tivessem oportunidade de participar e tirar suas dúvidas.”

 

A diretora da Atenção Secundária da Região de Saúde Leste, Jane Sampaio Carvalho, destaca a iniciativa: “Isso é resultado do trabalho de uma equipe humana, preocupada em garantir orientação e acolhimento às nossas usuárias”.

 

Ampliação do serviço

 

Com a adesão das gestantes à iniciativa em São Sebastião, a Rede Cegonha, a gerência de enfermagem obstétrica e a coordenação dos bancos de leite humano da SES estudam levar a ideia para outras regiões de Saúde do DF.

 

“Com a pandemia, tivemos que nos reinventar e criar novas soluções para que possamos dar informações corretas a essas mulheres e suas famílias”, conta a coordenadora dos Bancos de Leite Humano do Distrito Federal, Miriam Santos. “Faremos isso por meio dos nossos canais – o site da Secretaria de Saúde, o Facebook e o Instagram do Amamenta Brasília. Quanto mais informações as famílias e as próprias gestantes tiverem, melhor.”

 

Atendimento monitorado

 

A Casa de Parto de São Sebastião funciona, desde 2009, com uma equipe de enfermeiros obstetras e técnicos em enfermagem. Há seis anos, atende apenas pacientes da Região de Saúde Leste (São Sebastião, Paranoá, Itapoã, Jardins Mangueiral, Jardim Botânico e Lago Sul), devido à portaria de regionalização da atenção obstétrica.

 

Os índices de qualidade e segurança são aferidos periodicamente. O protocolo institucional do serviço é rigoroso, para garantir atendimentos apenas às gestantes de risco habitual. O hospital de referência para os casos que não se enquadram no protocolo da Casa de Parto é o Hospital da Região Leste; e, para Covid-19, o Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

 

Com informações da SES

AS INFORMAÇÕES CONSTANTES NESTE SITE SÃO OFICIAIS DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL.
Denúncias e reclamações

Site: www.ouvidoria.df.gov.br

Telefone: 162

Pedidos de acesso à informação: www.e-sic.df.gov.br

Em caso de suspeita: Ligue 190, 193 ou 199

Sites confiáveis para notícias sobre o coronavírus

Agência Brasília: agenciabrasilia.df.gov.br

Secretaria de Saúde do Distrito Federal: www.saude.df.gov.br