Portal COVID 19

Principal Atualizado em 21/08/20 - 8h43

Três milhões de máscaras em todo o DF

Força-tarefa vai reforçar a distribuição dos equipamentos de proteção e a fiscalização do uso nas ruas

 

20/8/20  19:19 ANA LUIZA VINHOTE, DA AGÊNCIA BRASÍLIA I EDIÇÃO: CAROLINA JARDON

 

Mais 1 milhão de máscaras começou a ser distribuído hoje no Distrito Federal. Desde o início da pandemia de Covid-19, o Poder Executivo local entregou 2 milhões de itens de proteção facial. A soma dos números equivale a quase toda a população da capital, estimada em 3.015.268 milhões de pessoas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

As equipes da Secretaria de Governo e do DF Legal estiveram no Areal e em Taguatinga – no Setor H Norte e na Feira dos Goianos (veja mais no vídeo abaixo). Ao todo, foram distribuídas 20 mil máscaras. De acordo com o secretário de Governo, José Humberto Pires, a ideia é seguir um cronograma nas cidades onde há maior incidência da doença – começando pelo triângulo Taguatinga, Ceilândia e Samambaia –, e de aglomerações e pessoas de baixa renda.

 

 “Queremos reforçar a importância de manter o cuidado no uso da máscara, da necessidade do álcool gel e do isolamento social”, ressalta. A nossa mensagem é de que temos que valorizar a vida. É preciso ter consciência de que a Covid-19 mata e temos que nos proteger. O governo está fazendo sua parte, mas o cidadão também tem de fazer a dele”, destaca José Humberto Pires.

 

Veja mais no vídeo:

 

https://www.youtube.com/watch?v=jh7y2q9FVEc&feature=emb_logo

 

Fiscalização

 

Comandando a força-tarefa desta quinta-feira (20), o secretário de Proteção da Ordem Urbanística do DF (DF Legal), Cristiano Mangueira, salientou que além da entrega do item de proteção facial, o governo também será rígido na fiscalização. “Após cinco meses de orientação e educação, chegou a hora de aumentar o rigor do protocolo de segurança sanitária”, reitera.

 

Quase meio milhão de comércios, academias, salões de beleza foram vistoriados. “Os estabelecimentos comerciais, por exemplo, deverão ter medidores de temperatura, a fita demarcatória com distanciamento de 2 metros, álcool gel e as máquinas de cartão de crédito envoltas em plástico”, orienta Cristiano Mangueira. Além disso, mais de 75 mil pessoas foram abordadas por não usarem máscaras. A multa é de R$ 2 mil para pessoa física e de R$ 4 mil para pessoa jurídica.

 

Gerente de uma padaria no Areal, Reginaldo Quintino, 47 anos, elogia a ação integrada de 13 órgãos do GDF. “É muito importante que o governo local esteja preocupado em garantir a saúde e segurança da população”, comenta. “Estamos passando por um momento muito delicado”, lembra ele, que administra o estabelecimento com cerca de 80 funcionários.

 

Denise Porfilho, 59 anos, também destaca a necessidade de o Poder do Executivo local estar nas ruas inspecionando a população e os comerciantes. “Infelizmente, ainda há locais que não cumprem as medidas de seguranças ou pessoas que não utilizam a máscara, por exemplo”, afirma a advogada. “Quando a gente vê o GDF atuando dessa forma, nos sentimos mais seguros”, completa a moradora do Areal.

 

Transporte

 

A distribuição de máscaras no transporte público também será continuada, segundo o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro. “Sabemos que o terminal rodoviário tem uma grande movimentação de pessoas e que o transporte público pode ser um vetor. Vamos reforçar a distribuição nas linhas que passam por essas cidades que estamos começando a reforçar”, informa.

 

No primeiro semestre deste ano, os itens de proteção foram entregues em 31 pontos, entre terminais rodoviários e estações de metrô, em dias úteis, no horário compreendido entre 6h e 21h. O alvo, principalmente, é a população carente, sendo a quantidade máxima de duas unidades por pessoa. O GDF começou a dar as máscaras no início de abril, em locais de grande circulação de pessoas.

 

Cuidados

 

Gerente de Risco da Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde, Fabiana de Mattos, explica que a máscara contém a secreção de quem está usando o item. “Serve como uma barreira e pode diminuir a chance de transmissão, pois o novo coronavírus é transmitido por vias aéreas”, informa. Ela aconselha que, ao sair de casa, a pessoa leve mais de uma máscara. “Todas as vezes que a gente percebe que ela está molhada, é preciso trocar”.

 

Fabiana também reforça que o equipamento deve ser usado de forma correta, cobrindo o nariz e boca. “Temos que optar por modelos que nos permitam conversar sem que a máscara caia ou nos sufoque e sempre que for preciso retira-lá, higienizar as mãos antes e depois com álcool gel ou água e sabão”. De acordo com as organizações de saúde, apenas o uso da máscara não é suficiente para combater a doença, e se você ainda tem dúvidas neste assunto saiba como utilizar a máscara de maneira correta.

 

Histórico

 

A oferta gratuita de máscaras está prevista no Decreto nº 40.648, de 23 de abril de 2020, que determina a obrigatoriedade do uso da proteção facial em todos os espaços públicos e vias públicas, equipamentos de transporte público coletivo, estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços e nas áreas de uso comum dos condomínios residenciais e comerciais no DF.

 

A obrigatoriedade do uso do acessório em espaços públicos começou em 30 de abril, mas a aplicação de multas para quem estiver sem a proteção só passou a valer em 18 de maio. O decreto previu ainda, em seu artigo 2º, que o fornecimento por parte do GDF fosse regulado conforme especificado em portaria da Secretaria de Governo do DF (Segov).

 

Leia também

 

Avançam as obras do Hospital de Campanha de Ceilândia

  

Laboratório Central vistoria produtos usados no combate à Covid-19

  

Veja a atualização diária das medidas de combate pelo GDF

 

Neste sentido, a pasta publicou a Portaria nº 17, de 28 de abril de 2020, regulamentando o Decreto nº 40.648/2020, a fim de especificar os locais e dias de fornecimento de máscaras de proteção facial à população do DF. O texto definiu, por exemplo, que a distribuição ocorreria inicialmente em alguns terminais rodoviários e estações do Metrô-DF, limitado ao estoque disponível e à quantidade máxima de duas unidades por pessoa.

 

Diante da necessidade de reforçar as ações de combate à Covid-19, a norma foi revogada com a publicação da Portaria nº 18, de 15 de maio de 2020, que ampliou sua distribuição para todos os terminais rodoviários e estações do Metrô-DF, bem como em todas as Administrações Regionais em locais estratégicos e de maior circulação de pessoas. Essa iniciativa teve o respaldo do Protocolo de Operações Integradas nº 28/2020 da Secretaria de Segurança Pública.

 

Atualmente, está em vigor a Portaria nº 21, de 22 de maio de 2020, que além de manter a distribuição de máscaras de forma itinerante em todas as administrações regionais, incluiu os Batalhões do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, a Defesa Civil e o Programa Sanear/DF.

AS INFORMAÇÕES CONSTANTES NESTE SITE SÃO OFICIAIS DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL.
Denúncias e reclamações

Site: www.ouvidoria.df.gov.br

Telefone: 162

Pedidos de acesso à informação: www.e-sic.df.gov.br

Em caso de suspeita: Ligue 190, 193 ou 199

Sites confiáveis para notícias sobre o coronavírus

Agência Brasília: agenciabrasilia.df.gov.br

Secretaria de Saúde do Distrito Federal: www.saude.df.gov.br