Portal COVID 19

Principal Atualizado em 27/08/20 - 17h54

População em situação de rua alojada no autódromo é vacinada

Expectativa é atualizar o cartão vacinal de até 200 pessoas imunizando contra H1N1, hepatite B, febre amarela e tétano

 

27/8/20  16:56   AGÊNCIA BRASÍLIA * | EDIÇÃO: RENATO FERRAZ

 

A população em situação de rua abrigada no Autódromo Internacional Nelson Piquet recebeu, nesta quinta-feira (27), uma ação de prevenção para atualizar o cartão vacinal. As pessoas alojadas no local foram imunizadas contra as principais doenças em circulação, como H1N1, hepatite B, febre amarela e tétano. Elas também receberam doses da vacina tríplice viral, que protege do sarampo, caxumba e rubéola.

 

A iniciativa é uma parceria entre Secretaria de Saúde, a Escola Superior de Ciências da Saúde (Escs) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Foi organizada pela Unidade Básica de Saúde (UBS) 1 da Asa Norte, que disponibilizou as vacinas e os profissionais, entre técnicos de enfermagem e estudantes da Escs que atuam na unidade.


Um dos beneficiados foi Joaquim Ribeiro Martins (
foto acima), que está há cinco meses no abrigo, mas não tomava as vacinas havia pelo menos três anos. “Para mim essa prevenção é ótima. Já tomei três delas agora, inclusive a contra a gripe. Assim fico mais protegido”.“A expectativa é vacinar até 200 pessoas abrigadas. Como é uma população vulnerável, é extremamente importante estarem imunizadas contra doenças oportunistas. No contexto da pandemia, também é necessário estarem com o cartão de vacina atualizado e o corpo fortalecido, evitando pegar doenças sazonais”, afirmou a supervisora de Serviços da UBS 1 da Asa Norte, Adriana de Andrade.

 

Residente em Atenção Básica da Fiocruz, Ravena Moura reconhece que o acesso da população em situação de rua à vacinação costuma ser limitado no país. “Por isso, aproveitamos o momento em que eles estão reunidos aqui para vacinarmos ao máximo. É uma oportunidade de fazer uma ação preventiva – e as cinco vacinas oferecidas são do calendário adulto”, informou.

 

Para Daniel Freitas de Jesus (foto), que está há 30 dias abrigado no Autódromo, a medida veio em boa hora. “Eu não tinha cartão de vacina até hoje, porque perdi os meus documentos. Isso mostra que a Secretaria de Saúde está olhando pela gente”, elogiou.

 

Importância


O secretário interino de Saúde, Osnei Okumoto, ressaltou a importância dessa ação, especialmente devido à pandemia da Covid-19. “São pessoas que já vivem em uma situação de extrema vulnerabilidade, mais ainda em meio a uma pandemia tão grave. Essa vacinação vem no momento certo e mostra que o governo está atento a situações de riscos de toda a população, agindo para que os serviços de saúde pública estejam disponíveis a todos”.

 

Leia também

Saúde bucal: abrigados no Autódromo ganham kits de higiene

Visita ao alojamento provisório do Autódromo

 

Para a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Rocha, é essencial colocar em dia os cartões de vacinação dos abrigados, em razão do convívio em ambiente coletivo. “A ausência de vacinas em dia pode causar enormes problemas para a saúde pública, como o surgimento de doenças graves ou o retorno de outras, como o sarampo. Esse controle vacinal é mais que necessário, é uma medida de proteção social”, destacou.

 

Instalações


O Autódromo Nelson Piquet é uma unidade de acolhimento com capacidade para 200 pessoas, administrado pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). Os alojamentos começaram a funcionar no dia 7 de abril e estão previstos para seguir enquanto durar a pandemia. O objetivo é manter todos abrigados que estão em situação de rua instalados no local.

 

A ideia da iniciativa, além de proteger as pessoas vulneráveis neste tempo de pandemia, é evitar que a contaminação da Covid-19 se prolifere entre essa população e, consequentemente, pelo Distrito Federal.

 

Com informações da Secretaria de Saúde

AS INFORMAÇÕES CONSTANTES NESTE SITE SÃO OFICIAIS DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL.
Denúncias e reclamações

Site: www.ouvidoria.df.gov.br

Telefone: 162

Pedidos de acesso à informação: www.e-sic.df.gov.br

Em caso de suspeita: Ligue 190, 193 ou 199

Sites confiáveis para notícias sobre o coronavírus

Agência Brasília: agenciabrasilia.df.gov.br

Secretaria de Saúde do Distrito Federal: www.saude.df.gov.br